Pular para o conteúdo principal

Como equilibrar renda pessoal e finanças da empresa?


Libertar-se do chefe, ganhar mais flexibilidade de horários, encarar novos desafios ou ainda adaptar-se, para não ficar sem trabalho em meio à onda de desemprego. Os motivos são variados, mas o fato é que graças a esses fatores, o empreendedorismo tornou-se um setor em crescimento. Só por conta da crise financeira, por exemplo, surgiram 11,1 milhões de empresas no Brasil, nos 3,5 anos anteriores a agosto de 2017, segundos dados do Sebrae. Já de acordo com o Serasa, no primeiro semestre de 2017 houve um aumento de 10,5% de Microempreendedores Individuais (MEI).

Possuir um negócio, no entanto, não é tarefa fácil. A expectativa pode ser maravilhosa, mas a realidade não tem tanto glamour: responsabilidades, pagamentos de folha, de aluguel, de impostos etc. Além disso, não há ninguém para culpar por eventuais falhas. Todo o risco está nas mãos do dono - uma constante fonte de pressão e dor de cabeça. Por isso, a seguir vamos dar algumas dicas de como manter o negócio vivo por mais tempo. 

Desafios e dicas para a manutenção do negócio

Um dos erros mais comuns para quem abriu um negócio sem experiência na área administrativa é confundir a renda pessoal com as finanças da empresa. Essa mistura pode até mesmo levar ao endividamento ou ao fechamento da firma, se for feita sem cautela. 

O empresário possui o chamado pró-labore, uma espécie de salário como o de qualquer outro empregado. É somente com esse valor, que os administradores do negócio devem manter o seu orçamento doméstico. Todos na empresa necessitam estar cientes da importância dessa divisão, inclusive a família dos sócios, de forma a não haver prejuízos ou conflitos futuros.

Uma das maneiras de evitar esses reveses é fazer contas regularmente - sempre dividindo os orçamentos domésticos dos empresariais -, mesmo que se disponha de um contador. Recomenda-se levar em consideração no cálculo, as entradas, as saídas e a rentabilidade, com atenção extra aos gastos fixos. Possuir um fluxo de caixa eficiente e ter um capital de giro também são essenciais para preservar as operações funcionando.

Outra dica valiosa é pensar à frente. Uma vez a empresa estabelecida, ou se possível antes disso, vem o momento de investir, a curto, a médio e a longo prazo, visando a aposentadoria. Esse dinheiro permite inovar, conservar o negócio e até, quem sabe, expandi-lo. No orçamento doméstico, deve-se repetir a mesma mentalidade, porém, avaliando quais são os sonhos de cada um dentro da família. A casa própria? O carro? Uma viagem? Com planejamento e poupança, os desejos podem sair do papel.

A última sugestão, mas não menos importante, é voltar a estudar ou pedir ajuda a alguém. Se todas as dicas anteriores pareceram grego, significa que, talvez, necessite-se um auxílio no negócio. Isso não deve ser motivo de vergonha. Ninguém já nasceu sabendo tudo, principalmente, se o foco da área profissional do empresário for confeitaria, por exemplo. Nesse caso, o melhor seria fazer um curso de empreendedorismo ou de gestão empresarial. Na hipótese de não haver tempo ou dinheiro, também pode ser uma boa pedir ajuda a alguém especializado capaz de ensinar os fundamentos básicos de administração.  Ficar entendido do negócio é a melhor forma de ser bem-sucedido.

fonte: www.digital.icatuseguros.com.br/blog

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bem-estar nas empresas aumenta produtividade

Mais do que o aumento da qualidade de vida, o bem-estar dentro de uma empresa pode mudar a produtividade dos funcionários. De acordo com uma pesquisa realizada pela Winning With Talent, um ambiente agradável aumenta em até 65% o desempenho de quem trabalha na companhia. Por este motivo, startups como GetNinjas e Nubank oferecem benefícios fora do convencional, buscando levar conforto e satisfação aos colaboradores. Fundado por Eduardo L'Hotellier, o GetNinjas, maior plataforma de contratação de serviços do Brasil, oferece aos seus mais de 100 funcionários serviços como massagem, mesa de sinuca, espaço para churrasco e descanso com puffs, redes e cadeiras de praia, além de frutas durante o dia. "Após a massagem rápida, volto para minha mesa com mais disposição e fico ainda mais concentrada nas atividades", conta Sandya Coelho, funcionária da empresa, que é uma frequente utilizadora do serviço. "Em geral, as pessoas passam uma parcela considerável do dia no trabalho. É …

Seguro para Bitcoin

Nos últimos tempos, temos escutado bastante sobre Bitcoin. Ela é uma moeda digital do tipo criptomoeda descentralizada. Responsável pelo ressurgimento do sistema bancário livre e que apresenta uma forma de pagamento totalmente inovadora. Mas você sabia que existe um seguro para Bitcoin? Se hoje o dinheiro que circula na praça depende do Banco Central, no caso do Bitcoin não há nenhuma instituição no comando. Nem Banco Central, nem governo ou bancos comerciais, é um dinheiro desestatizado. O Bitcoin possui uma existência apenas virtual. E todas as transições feitas pela internet em um espaço com códigos para garantir a segurança e os dados de cada um. Mas será que é realmente seguro? E qual a segurança que a pessoa tem de investir em Bitcoins? Seguro para bitcoin: Será que existe mesmo?A resposta é sim. Algumas seguradoras ao redor do mundo estão começando a oferecer proteção contra o roubo de criptografia. Elas se apresentam dispostas a enfrentar os desafios e os riscos desse setor em rá…

Como se planejar para ir a Copa do Mundo de 2022?

Copa do Mundo passou da metade, e as etapas finais se aproximam. Já começa bater aquela saudade por antecipação. Que tal aproveitar que o clima da competição ainda está no ar para começar a se planejar para a Copa de 2022? Quatro anos são mais do que o suficiente para conseguir poupar para viajar ao Catar. Economizar para ir a Copa não é muito diferente de poupar para qualquer outra viagem. É preciso calcular o preço das passagens, visto, hospedagem, transporte em terra e alimentação. A diferença é a necessidade de incluir no pacote os custos com os ingressos dos jogos. Grandes eventos sempre inflacionam todos esses preços. Por isso, quanto antes começar a juntar dinheiro, melhor. Assim, por uma quantia relativamente pequena todo mês, é possível fazer uma viagem bacana.

Em qual aplicação investir para ir à Copa do Mundo?
Além das contas básicas, outro ponto importante a se pensar é onde investir esse dinheiro. Existem diversas opções interessantes no mercado. Uma pouco mencionada é a pr…